terça-feira, 31 de dezembro de 2013

no último dia do ano...

Saúde, amor, paz, sucesso...
Um ano novo cheio de realizações!!!



cada postalinho contém um destino e uma mensagem especial... lembrei-me de todos, neste fim de ano!!!

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Nós havemos de nos ver...

"Nós havemos de nos ver os dois
Ver no que isto dá
Ficar um pouco mais a conversar
Ter a eternidade para nós
Quem sabe jantar




Se tu quiseres, pode ser hoje"

domingo, 29 de dezembro de 2013

Quase não dou conta...

da chuva lá fora... 
fechada a sete chaves, envolta em papéis, muitos livros sobre "articulação curricular", o meu fiel pc, uma impressora quase tão cansada, quanto eu, são os meus parceiros dos últimos dias do ano... tem de ser!



desculpem, quero lá saber da chuva!!!

sábado, 28 de dezembro de 2013

novamente a chuva...

Mais um dia que amanheceu triste e chuvoso...



Perduram os nossos corações, coloridos, vivos!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

PARABÉNS JOANA!!!

à minha princesa, por mais um aniversário... tem de ser!!!


"e o que tem de ser tem muita força" 
um abraço do tamanho do UNIVERSO!



quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

doce, natal!

O Natal sem a genuína panóplia de doces não seria a mesma coisa, mas este ano experimentámos novas receitas!




 no dia de natal a sobremesa foi sem dúvida a melhor de todas, quente e frio, bavaroise de suspiros com calda de café quente !!!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Feliz Natal...

Incondicionalmente, família, amigos e a todos os que não conheço e que de alguma forma se identificam comigo e partilham comigo este pequeno espaço!


a todos incondicionalmente, o melhor presente... amor, paz e saúde!!!

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

natal...

Natal… Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade!
Meu pensamento é profundo,
Estou só e sonho saudade.

E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!

Fernando Pessoa

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

cupcakes da Joaninha...

Que delícia, tantos sabores em tão pequena  quantidade!


Começou a desgraça... obrigado jana!!!!

domingo, 22 de dezembro de 2013

ainda os presentes...

simbólicos, feitos por nós, a pensar no outro, uma forma de fortalecer laços, presentear e ser presenteado!
A embalagem faz parte do conteúdo, com sempre especial!


são sempre personalizados os meus presentes!

sábado, 21 de dezembro de 2013

presentes envoltos em livros!

Alguns pormenores de um trabalho que embelezou a nossa biblioteca!

Em tempo de Natal falamos de presentes e os melhores, são sem dúvida, os livros e os afectos!










a todos os colegas e particularmente ao João Paulo, uma quadra  festiva repleta de amor, fraternidade e muitas leituras! 

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Quase natal...

Existem alturas do ano em que os dias deveriam estender-se, tantos são os afazeres! Hoje, foi forçosamente, o último dia na escola, independentemente de levar na pasta uma infinidade de projetos, trabalhos e ideias para finalizar!
O período passou demasiado depressa, dou por mim a pensar que tudo correu excessivamente rápido e intenso!
Vivi outra forma de estar na escola, confirmei que existem outros caminhos... que o currículo expande-se para além da sala de aula e que existem pessoas que fazem toda a diferença!

Vivi, verdadeiramente num ambiente de partilha e  cumplicidade… foi especial e sentido esse “estado de graça”… obrigado equipa!


 É tempo de natal e a família aguarda ansiosamente por mim!


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

a tua mão...

"Dá-me a tua mão.

Deixa que a minha solidão
prolongue mais a tua
— para aqui os dois de mãos dadas
nas noites estreladas,
a ver os fantasmas a dançar na lua…



Dá-me a tua mão..."
José Gomes Ferreira 

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

natal entre poemas...

Outra forma de festejar o natal na escola... entre livros, palavras, poemas!
Outra forma de estar e sentir!


Incondicionalmente bem mais preservada e amimada!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

basta olhar para o céu...

" As pessoas têm estrelas que não são as mesmas.
Para uns, que viajam, as estrelas são guias.
Para outros, elas não passam de pequenas luzes.
Para outros, os sábios, são problemas.
Para o meu negociante, eram ouro.
Mas todas essas estrelas se calam.
Tu porém, terás estrelas como ninguém...
Quero dizer: quando olhares o céu de noite,
(porque habitarei uma delas e estarei rindo),
então será como se todas as estrelas te rissem!
E tu terás estrelas que sabem sorrir!
Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido.
Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá).
Terás vontade de rir comigo.
E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu.


Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!"


Antoine de Saint-Exupéry

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

domingo, 15 de dezembro de 2013

últimos dia de Outono...

As folhas, rodopiam numa dança vertiginosa!
O movimento vai traçando caminhos,
de todas as formas, cores e texturas.
Castanhos, mel, dourados e alguns esverdinhados à mistura…



sábado, 14 de dezembro de 2013

confraria da caneca!

Mais um ano e o ritual renovou-se!
Os amigos da Imagem Impressa reuniram-se, como já vem sendo hábito e celebraram a amizade! Trocaram-se as canecas, cada uma com identidade e originalidade própria mas todas apinhadas de mensagens!
Este ano foi muito peculiar, o tema global foi a amizade… curioso!

Estranha esta palavra amizade!!!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Folhas soltas...

mais um projeto do "novo em folha", folhas soltas que podem ser postais, mensageiros de afetos!
Podem ainda ser emoldurados, de modo a que possamos admirar e venerar esta santinha adorada e ir pedindo uma graça ou outra...


porque não acreditar em milagres!!!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

amigo...

...É bom sentá-lo novamente ao lado 
Com olhos que contêm o olhar antigo 
Sempre comigo um pouco atribulado 
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano 
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano.


O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...


Vinicius de Moraes

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

sou de todas as cores...

Eu sou de todas as cores, de todos os sons, de todas as dores, de todos os tons...

...Eu não sou MAIS eu... Eu sou apenas EU... 
E mesmo assim, imperfeita, já me dou por satisfeita...

Nilza Rodrigues

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

a caminho...

de uma cidade espetacular, de casinhas altas, coloridas, onde o tango é o rei! 



uma viagem muito longa do"novo em folha"!!!

domingo, 8 de dezembro de 2013

Maçãs ao lanche!

uma tarte, bem saudável.
Esta é muito especial e nutritiva!





 doce sem açúcar!

sábado, 7 de dezembro de 2013

Casa branca

Casa branca em frente ao mar enorme, 
Com o teu jardim de areia e flocos marinhas 
E o teu silêncio intacto em que dorme 
O milagre das coisas que eram minhas.


A ti eu voltarei após o incerto 
Calor de tantos gestos recebidos 
Passados os tumultos e o deserto 
Beijados os fantasmas, percorridos 
Os murmúrios da terra indefinida.



Em ti renascerei num mundo meu 
E a redenção virá nas tuas linhas 

Onde nenhuma coisa se perdeu 
Do milagre das coisas que eram minhas.

Sophia de Mello Breyner Andresen

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Mandela para sempre!

Porque as palavras não afluem...



 um HOMEM grande, de causas, gestos... um homem de todas as cores!!!


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

"Para os Braços da Minha Mãe"



A música e letra são maravilhosas… uma mensagem profunda, com tanto sentido! 
Uma homenagem aos filhos e mães que impotentemente sofrem com uma ausência forçada e cruel! Um grito de dor, de saudade…  
Pedro Abrunhosa e Camané que feliz  parceria!
Comovente… que tempos estes!!!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Era uma grande estrela de papel...

Foi um sonho que tive: 
Era uma grande estrela de papel, 
Um cordel 
E um menino de bibe.  

O menino tinha lançado a estrela
Com ar de quem semeia uma ilusão; 
E a estrela ia subindo, azul e amarela, 
Presa pelo cordel à sua mão.  

Mas tão alto subiu 
Que deixou de ser estrela de papel. 
E o menino, ao vê-la assim, sorriu 
E cortou-lhe o cordel.  

Miguel Torga


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Não choro...

"A dor não me pertence.
Vive fora de mim, na natureza,
livre... 



Mas não choro.
 Não vale a pena! 
A dor não é humana." 

José Gomes Ferreira

domingo, 1 de dezembro de 2013

Dia de fazer o presépio!

Este ano vai ser este… 
Faltam-nos as belíssimas figuras de cerâmica para sempre guardadas numa caixa de cartão!  


vamos recordá-las para sempre! 

sábado, 30 de novembro de 2013

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

rabiscos... outro projeto!

Indiscutivelmente, um dos livros da minha vida!





"- Quando a gente anda sempre para frente, não pode mesmo ir longe ... "
Antoine de Saint- Exupéry


quinta-feira, 28 de novembro de 2013

bolinhos com afecto...

Este foi um serão a recolher receitas, porque amanhã é dia de fazer gulodices!!!




nas forminhas da avó!!!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

o burrinho...

Mais um elemento do presépio...


Queira ou não queira, o burro há-de ir à feira.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

mais uma santinha...

Desta vez acompanhada do seu ilustre companheiro!


mais um projeto do "novo em folha"!

domingo, 24 de novembro de 2013

um dia santo...

Ou melhor, santificado, tantas foram as santinhas que surgiram!

uma mãe, completamente feliz!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

All of Me...

John Legend, gosto... sobretudo da música e da voz...



Quando se ama, até as imperfeições parecem perfeitas!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

ser português...

De vez em quando o orgulho de ser português...





Conquistamos já o mar: resta que conquistemos o Céu, ficando a terra para os Outros, os eternamente Outros, os Outros de nascença, os europeus que não são europeus porque não são portugueses.
Fernando Pessoa

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Desassossego na biblioteca!

Um projecto que foi crescendo sem darmos conta, tanto foi o empenho e entusiasmo! Tudo com o intuito de celebrar um dos maiores nomes da escrita...Fernando Pessoa!


Um verdadeiro desassossego na minha biblioteca!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A Alice no "novo em folha"...

a história de uma menina chamada Alice que cai numa toca de coelho que a transporta para um lugar fantástico povoado de criaturas peculiares e antropomórficas! 
Uma história de sonhos, alusões satíricas, paródias e poemas populares infantis ingleses tão característico do século XIX! 
Uma história curiosa com muitas  referências linguísticas e matemáticas cheia de enigmas que contribuíram para a sua popularidade. 



uma obra para adultos e crianças!

domingo, 17 de novembro de 2013

Lindo, o meu retrato...

Nunca me vi tão bem retratada, claro eu e tio Manel!



A minha Matilde é uma ARTISTA!!!

sábado, 16 de novembro de 2013

novas ideias... novo em folha!

Continuamos com o nosso projeto familiar, "novo em folha" a responder a algumas encomendas especiais!!!
viajar, não interessa para onde!!!




sexta-feira, 15 de novembro de 2013

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

na companhia de Pessoa!!

Hoje, o regresso a casa foi diferente... Descobrir Pessoa é sempre uma inspiração!
Que sorte a minha, este ano tenho ao meu lado uma “mestra” das palavras, dos livros da literatura que faz o favor de partilhar comigo tantos saberes… estou a reaprender e a conhecer outro Pessoa, tem sido um entusiasmo!


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Que sabores!

Escolhi, miudamente, os ingredientes para uma massa especial...


Jamais vou esquecer!

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Assim é ...

Nem tudo é dias de sol,
E a chuva, quando falta muito, pede-se
-Por isso tomo a infelicidade com a felicidade
Naturalmente, como quem não estranha
Que haja montanhas e planícies
E quando haja rochedos e erva...
O que é preciso é ser-se natural e calmo
Na felicidade ou na infelicidade,
Sentir como quem olha,
Pensar como quem anda,
E quando se vai morrer, lembrar-se de que o dia morre,
E que o poente é belo e é bela a noite que fica...



Fernando Pessoa